top of page

Que Estátua é essa? A Medusa de Nova Iorque

Uma mulher nua com cabelos de serpentes e olhar penetrante carrega uma espada na mão esquerda e a cabeça de um homem na mão direita.

Quem é essa mulher? Por que ela cortou a cabeça deste homem? E por que ela causou tanta polêmica no mundo? Vem comigo ver que estátua é essa.


Foto: Jeenah Moon - The New York Times


A estátua em questão é um dos maiores e mais conhecidos ícones da mitologia grega: a Medusa. Inaugurada em outubro de 2020, foi instalada no Collect Pond Park, no centro de Manhattan, em Nova York. O local onde ela foi colocada não é mero acaso, não.

O parque fica em frente à corte penal estadual de Manhattan, onde são julgados casos de crimes relacionados à violência contra a mulher.


Collect Pond Park. Foto: nyc parks

O caso mais relevante julgado ali foi o do produtor de cinema Harvey Weinstein, o bam bam bam de Hollywood, produtor de filmes como Pulp fiction e Shakespeare Apaixonado, condenado a 23 anos de prisão por crimes sexuais contra mulheres.


As primeiras condenações contra o produtor partiram após as acusações de uma ajudante de produção chamada Mimi Haleyi e da atriz Jessica Mann.

Depois disso, investigações jornalísticas não apenas desvendaram os abusos sexuais cometidos por Weinstein, como diversas outras condutas criminosas na indústria cinematográfica.


Harvey Weinstein. Foto: UOL

Desde então, multiplicou-se o número de mulheres que levantaram a voz contra o gigante de Hollywood até chegar ao número de 90 sobreviventes, entre elas, atrizes como Angelina Jolie, Gwyneth Paltrow, Cara Delevingne e Lea Seydoux, além de modelos e funcionárias que passaram pelas produtoras Miramax e The Weinstein Company. Isso sem contar as dezenas de mulheres que simplesmente desistiram da carreira em Hollywood por conta de experiências traumáticas com Harvey, que se tornou símbolo do abuso de poder para obter sexo.


Ao mesmo tempo que esse escândalo acontecia em Hollywood, nas redes sociais muitas mulheres quebraram o silêncio e compartilharam histórias de assédio em suas casas, em seus locais de trabalho e em seus relacionamentos. A mobilização de mulheres de diferentes partes do mundo deu origem ao movimento #MeToo.


por que a Medusa foi escolhida para representar este monumento?

Vamos recapitular a história da Medusa, na mitologia grega:

Medusa era uma belíssima sacerdotisa e, junto com suas duas irmãs, frequentava o templo de Atena. Após sucessivas investidas do poderoso Poseidon, o deus do mar, Medusa teria sido vítima de um abuso dentro do templo de Atena, segundo a interpretação de muitos estudiosos.

Atena, quando descobriu, ficou furiosa pelo desrespeito em seu templo e castigou quem? A Medusa, transformada em um monstro com cabelos de serpentes, presas gigantes e um olhar capaz de petrificar os homens. Assim, ela foi obrigada a viver numa caverna, escondida, já que era temida por todos.

Se for avaliar a atitude de Atenas, algumas interpretações apontam para o velho costume social, que é culpar a sobrevivente e passar pano pro abusador. Outras interpretações podem apontar para essa transformação da Medusa em monstro como uma forma de Atena protegê-la, pois ela era realmente muito assediada.


E a cabeça?

Mas então é a cabeça de Poseidon na mão dela, ali na estátua? Não, é de Perseu.



Foto: Jeenah Moon - The New York Times


Não contente em castigar Medusa, que inclusive estava grávida de Poseidon, Atena finalmente mandou Perseu matá-la. Perseu obedece Atena, acaba com Medusa e ainda usa a cabeça da criatura morta como arma contra inimigos. Depois, entregou a cabeça de Medusa a Atena, que a fixou em seu escudo, o poderoso escudo Aegis. No fim, Perseu foi considerado um herói.

A representação clássica deste mito traz a Medusa nas mãos de Perseu, como esta obra do século XVI do artista renascentista italiano Benvenuto Cellini, chamada Perseu com a Cabeça de Medusa, exposta na Piazza Della Signoria, em Florença, na Itália.



Perseu com a Cabeça de Medusa, de Benvenuto Cellini


E, de fato, a obra de Nova Iorque é uma releitura dessa obra do Benvenuto Cellini, mas aqui a figura da Medusa ganhou um novo aspecto em comparação à história original, já que é ela quem aparece armada com uma espada e a cabeça de Perseu na mão.


Polêmica

Mas o que era para ser uma homenagem também gerou muita discórdia. Enquanto algumas mulheres se sentiram bastante representadas, já que estátua simboliza uma possível justiça contra situações abusivas, outras não concordam com esta conotação violenta, já que o foco não é fazer vingança, mas impedir que abusos aconteçam a partir de uma construção social livre do machismo.

Outras mulheres, por sua vez, criticaram o fato da medusa ser representada por um corpo considerado padrão estético, sucumbindo, portanto, à pressão sobre o corpo feminino que elas tanto lutam durante a vida


a obra e o artista

A estátua é do escultor argentino-italiano Luciano Garbati. Fundida em bronze, tem mais de 2m de altura e pesa quase 500kg. Ele é um escultor experiente, com mais de 25 anos de carreira e cria esculturas bastante anatômicas e também é ilustrador. Dá pra ver que ele curte figuras mitológicas.



Obras de Luciano Garbati


A Medusa se tornou a obra mais relevante do artista, o que podemos comprovar visitando a loja online dele, com diversos produtos com a figura da medusa, como pingentes, brincos, miniaturas, camisetas.


Sobre a polêmica, Luciano Garbati declarou que a estátua é uma excelente resposta às mulheres sobreviventes e completa "de acordo com o mito, ela deveria estar morta e decapitada. Essa é a coisa mais importante que você pode dizer sobre esta escultura, mas também que ela defendeu sua vida e estabeleceu um limite. É como se a estátua pudesse oferecer à figura da Medusa uma segunda chance."

Ele observou, também, que o projeto o ajudou a perceber que ele próprio era um produto de uma sociedade patriarcal. Para finalizar, disse ter recebido centenas de mensagens de mulheres que estavam emocionalmente ligadas à sua Medusa e conclui: "Se as emoções estão envolvidas na apreciação de uma obra de arte, então você teve sucesso".


Conclusão

Eu amei a obra, a história, a releitura da história, inclusive os produtos da loja do Luciano Garbatti, e quero te convidar para um exercício:


Observe as estátuas a seguir e comente aqui embaixo qual te traz maior desconforto.




9 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page